quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Ao querido professor


A idéia de escrever o livro "Por que Heloísa?" surgiu a partir da minha vivência como mãe de uma criança com deficiência. Da nossa experiência, inicialmente, em escolas especiais e, posteriormente, em escolas regulares, praticando a inclusão. Sempre senti muita falta de referências para esta prática e, como profissional da comunicação, não poderia me manter passiva diante dessa revolução pela qual passa a educação no Brasil e no mundo.


O movimento inclusivo ganha a cada dia proporções maiores. Porém essa abordagem é historicamente ainda muito recente. Há mais dúvidas do que certezas. Não está sendo fácil para a escola, para o professor, para os pais e para as próprias crianças. Cada caso tem suas peculiaridades.

Repare que usei as palavras: certezas e peculiaridades. E pensemos: qual criança não tem suas peculiaridades? Quais as certezas que temos no dia-a-dia das escolas e até mesmo na vida? Que aluno “normal” é esse que a educação supunha existir até bem pouco tempo atrás?

Portanto, há de se considerar que a inclusão de alunos com diferenças tão explícitas é uma ótima oportunidade para repensarmos a educação em si.

As leis estão aí. As escolas são obrigadas a aceitarem matrículas de crianças com deficiência, seja de que tipo e grau for. Porém não queremos só fazer valer as leis. Queremos fazer valer uma escola melhor. Crianças bem assistidas, que se desenvolvam dentro das suas possibilidades. Que se relacionem com os companheiros da sua geração.

Repito: não é fácil. Mas é urgente. É necessário. É um caminho sem volta. Não podemos ficar paralisados diante desse grande desafio. As soluções não vêm prontas. Precisamos chegar até elas.

O livro “Por que Heloísa?” é uma excelente ferramenta para dar suporte à busca dessas soluções. Nele, é narrada a história de uma menina com paralisia cerebral e sua incursão no mundo. Sua ocupação nesse espaço que lhe é de direito, assim como acontece com todas as crianças. TODAS têm direito à escolaridade, à socialização, ao lazer, à felicidade, a uma vida plena, enfim.

Com o livro "Por que Heloísa?", as temáticas relativas à convivência, à diversidade, à deficiência e à inclusão, podem ser levadas para dentro da sala de aula. Para que a partir delas surjam as questões e os debates com a participação de alunos e professores.

E, por meio da reflexão e da mudança de paradigmas, as soluções com certeza virão. Muitas vezes pelas próprias crianças. Protagonistas dessa nova visão de mundo que desponta.

A boa notícia é que com a inclusão TODOS saem ganhando!

Vamos arregaçar as mangas e, juntos, fazer uma escola melhor.

3 comentários:

Alexandre Rabboni disse...

Bom dia Cristiana
Parabéns pelo Blog, precisamos de atitudes como essa. Concordo quando você fala em diversidade e convivência, sempre acreditei na mistura, só assim podemos crescer. Trabalho como dentista num instituto que atende à deficientes, lá dizemos que a sociedade é que precisa ser incluída, pois nossas crianças já são e estão.
Toda força à você e obrigado pelo exemplo
Alexandre

Cristiana Soares disse...

"a sociedade é que precisa ser incluída" é muito bom, Alexandre!

Obrigada pelo seu apoio!

Pri disse...

Parabéns adorei seu blog,muito interessante,sou estudante de Pedagogia e hj sou estágiaria,e trabalho com criança de inclusão,hj percebo como é gratificante esse trabalho quero me aperfeiçoar cada vez mais e poder ajudar todos que estiver ao meu alcançe.Gostaria de saber se quando eu tiver com duvidas se poderei perg para vc,pois minha cça é pc .
Beijos e um abraço..

Priscila ..