sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Depoimento de uma mãe-leitora


Por Denise de Pasqual

O livro infantil "Por que Heloísa?", da Cristiana Soares, editado pela Companhia das Letrinhas, é um dos meus mais recentes xodós. São tantas as razões porque eu gosto dele, que provavelmente me faltará poder de síntese neste texto.

O tema do livro me é muito caro. Ele conta a história de como Heloísa - uma menina com paralisia cerebral - e sua família encaram a vida; de como é viver assim na nossa sociedade; e de quanto falta para que o nosso mundo esteja mesmo apto a receber os diferentes.

Histórias que nos são mais próximas nos tocam mais do que outras. Como tenho uma amiga querida muito próxima que convive com a mesma realidade, foi muito emocionante ler o livro para a minha filha pensando nessa outra família de quem tanto gosto e admiro.

Mas este está longe de ser o único motivo para eu gostar do livro.

Adoro o jeito simples com que a Cristiana conseguiu expressar sentimentos tão complexos como os da Heloísa (personagem inspirada em sua filha) e os da família da menina.

Ao falar sobre a força que ela precisa ter para superar os momentos de tristeza, por exemplo, há a seguinte frase: "Se eu ficar borocoxô, quem vai ensinar a ela que a vida é do balacobaco?"

Também me encanta o jeito didático, mas dentro do contexto, sem ser chato. As crianças tomam contato com palavras como "deficiência", "paralisia cerebral", "solidariedade" e "diversidade" de um jeito divertido como eu jamais poderia imaginar que fosse possível.

E me fascina particularmente o estilo do texto, cheio de indagações para os leitores, tornando praticamente impossível não iniciarmos uma coversa sobre o assunto a partir de sua leitura.

Olhem só algumas delas: "Mas, afinal, tem hora certa para sorrir, sentar e andar?", "Você conhece essa palavra, de-fi-ci-ên-cia?", "Mas qual é o jeito certo e o jeito errado?", "Por que muitas crianças com deficiência ficam sempre dentro de casa?", "Por que tudo é tão difícil para Heloísa?" E a indagação final, que é a minha preferida: "Por que você é tão linda, Heloísa?"

Como se não bastassem todos esses motivos, para completar, o livro é ilustrado pelo Ivan Zigg, de quem somos fãs aqui em casa. Ele tem um traço que adoro e que é tão característico, que basta olhar para a capa para percebermos que os desenhos são dele.

Gostar de ilustradores é uma coisa que aprendi com meus filhos, ao mergulhar novamente na literatura infantil, e o Ivan é um dos bons mesmo. Ao ponto de ele ser até um dos critérios de classificação na estante da Luísa. Há pelo menos três livros lá que ficam juntos, porque são livros ilustrados por ele.

Assim, não deu outra. A leitura foi um ótimo mote para uma conversa com a Luísa sobre como ela e os demais amiguinhos da escola estavam lidando com um colega cego mais velho da 4ª série, na primeira experiência inclusiva de sua escola que vivenciamos.

As palavras "deficiência", "solidariedade" e "diversidade" foram novamente ditas nessa conversa.

E minha filha gostou tanto do livro, que o levou para a escola para que a professora o lesse para seus amiguinhos da classe. E pelo que ela me contou, fez muito sucesso por lá. Também pudera, com tantos bons motivos assim para gostarmos dele!

escrito originalmente para o Blog da Macacada

6 comentários:

Nalu disse...

Eu conheço essa mãe que escreveu isso e foi esse post dela que me deu a maior vontade de ler esse livro. Acho que meu filho vai adorar, porque essa moça só me indicou coisa boa. Assim que chegar e eu ler, venho aqui contar. Abraços, parabéns pelo livro.

carina paccola disse...

Concordo com a Denise. A Cris tem uma grande capacidade de escrever simples sobre coisas nem sempre fáceis. Acredito que a Luísa ajudou no desenvolvimento dessa linguagem acessível para as crianças. E as ilustrações são lindas! Em algumas páginas, a minha sobrinha, de 3 anos, tentava pegar as figuras por causa da textura. É um livro singelo, profundo e tocante.

Jana disse...

Comprei o livro pela resenha que a Dê fez e que me deu a maior vontade de ler ... e amamos o livro aqui em casa, simples, didático, lindo de viver ... Dê amiga, obrigada, Cristina, lindo, parabéns ....
Bjos

Daniela disse...

É sempre muito legal ler as resenhas da Dê, e mais legal ainda ver uma das resenhas dela por aqui. Esse livro já está na minha lista para comprar no futuro!

Dinha disse...

A Dê nos presenteou com este livro e ele nos foi maravilhoso! Especialmente para meu filho mais velho, Yuri, de 7 anos. Ele passou a entender melhor o universo do irmão de 2 anos, portador de PC. E levou o livro à escola, ele rodou todas as salas de aula da 1a. à 4a. série. E dia desses o Yuri me disse uma frase que sintetiza tudo de bom que Por que Heloísa? nos trouxe. Ele releu o livro e saiu com esta pérola: "Mãe, sabe o que é melhor? O Caio tem dificuldades por causa da paralisia cerebral. Mas ele pode ser feliz, como a Heloísa". Obrigada Cristiana, por partilhar de modo tão desprendido conosco. E obrigada à Dê, pela dica e pelo presente de valor inestimável.

amanda disse...

Olá Cris, td bom??
Nossa minha mãe me mostrou hoje, emocionada, o blog, o livro, as fotos...achei tudo tão lindo!!! Está de parabéns!!! Gostaria de ver mais fotos de você e das meninas... deu uma saudadinha lembrar de quando eu era pequena e passava o dia "enchendo o saco" de vocês!!! =P Queria ver o livro também, será que acho em algum lugar por aqui?? Mas é isso, está de parabéns por tudo...bjão, tudo de bom pra você e pras meninas!!!
E se der vem visitar a gente!!!